Ibram abre edital para iniciativas de museologia social

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) abriu edital destinado à premiação de seis iniciativas de memória e museologia social desenvolvidas no Rio de Janeiro.

ibramO chamamento público em âmbito estadual busca apoiar ações da Rede de Museologia Social do Rio de Janeiro com o aporte financeiro de R$ 180 mil, incluídas as despesas administrativas. Serão distribuídos seis prêmios no valor de R$ 30 mil.

Podem participar pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos com atuação comprovada na área cultural e social, com ações de memória e museologia social e/ou junto a museus comunitários, ecomuseus e afins nos últimos três anos.

As inscrições poderão ser feitas até as 23h30 do dia 12 de dezembro próximo (horário de Brasília) por meio do sistema SalicWeb. As iniciativas inscritas serão apreciadas por Comissão de Seleção, que avaliará se foi promovida a difusão e valorização da memória local de grupos, povos e comunidades representativos da diversidade cultural brasileira; e se a iniciativa contribuiu para gerar outras ações de memória e museologia social a partir de seus resultados.

Para acessar o conteúdo do edital clique neste link

Governo de São Paulo lança edital para fomento à longas-metragens

O Governo do Estado de São Paulo acaba de lançar o edital para o Programa de Fomento ao Cinema Paulista. O programa irá selecionar produções divididas em dois módulos: no primeiro, contemplará cinco filmes longas-metragens de ficção e animação, com prêmio de R$ 750 mil cada; mais dois projetos serão contemplados no segundo módulo, no gênero documentário, no valor de R$ 375 mil cada. As inscrições vão até 16 de dezembro.

fomentoaocinemapaulista-1d25f60c4e7e554123bb169669652a9cEste edital utilizará recursos das empresas estatais do Estado de São Paulo, via Lei Rouanet e Lei do Audiovisual. Caberá à Secretaria da Cultura do Estado a organização do processo seletivo para escolha dos projetos que receberão o patrocínio. “O Programa de Fomento ao Cinema Paulista é considerado o primeiro passo para os projetos de longa-metragem, pois aumenta suas chances de viabilizar mais recursos vindos de outras fontes como o Fundo Setorial do Audiovisual e co-produções internacionais”, afirma José Roberto Sadek, Secretário da Cultura do Estado de São Paulo.

O Programa de Fomento ao Cinema Paulista foi criado em 2003 e apoiou filmes como Que Horas Ela Volta?, de Anna Muylaert, filme premiado no Festival de Sundance, que representou o Brasil na categoria “Melhor Filme Estrangeiro” no Oscar 2016; a animação O Menino e o Mundo, de Alê Abreu, indicado à categoria “Melhor Animação” no Oscar 2016; o documentário Homem Comum, de Carlos Nader, vencedor do Festival É Tudo Verdade, em 2015, entre outros.

Para acessar o edital clique aqui: Link edital