Arquivo da tag: Consultoria Cultural

CONSULTORIA CULTURAL

Em 2015, a Consultoria Cultural associada ao Instituto Dominus e Zeus Produtora, criou uma parceria de sucesso com a empresa MDArtZ , uma revolução no mercado do Rio de Janeiro e Brasil.

11831797_1187651761251262_586490936423758212_n

www.consultoriacultural.com

Anúncios

5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias

Regulamento Geral

Capítulo I – Da Organização
Art. 1º: O 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias será realizado na cidade de Maracanaú, Estado do Ceará, no período de 24 de Novembro a 29 de Novembro de 2015, organizado e coordenado pela empresa Abraham Produções e Comunicações e Entretenimento.

Art. 2º: A empresa Abraham Produções e Comunicações e Entretenimento poderá estabelecer contatos com outros organismos públicos ou privados, visando à colaboração destes na realização do 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias.

Parágrafo Primeiro: O 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias organiza sua programação em três mostras competitivas: a primeira para longa metragem em formato digital; a segunda para curta metragem brasileiros em formato digital; e a terceira para novas mídias. O FESTIVAL promove ainda em seu programa oficial uma Mostra de curta metragem, destinados aos realizadores de todo estado do Ceará.

Art. 3º: O 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, tem por finalidade de consolidar como um espaço de exibição e contribuir para sua difusão e debate, reunindo profissionais de cinema, promovendo encontros, seminários, painéis, conferências e lançamentos de publicações com temática digital.

Capítulo II – Da Comissão Executiva
Art. 5º A Comissão Executiva do FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias será nomeada pelo Coordenador Geral do Festival, que designará, entre ele, uma Curadoria de Programação, que se encarregará da seleção e da programação das mostras do 5º FESTCINE MARACANAÚ – FESTIVAL DE CINEMA DIGITAL E NOVAS MÍDIAS.

Capítulo III – Das Produções Audiovisuais
Art. 5º: Somente poderão ser exibidos nas mostras competitivas do 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, longa metragem em formato digital concluídos a partir outubro de 2013 e curta metragem em formato digital concluídos a partir de janeiro de 2009, vídeo captados em qualquer plataforma a partir de outubro 2013.

Art. 6º: Considera-se produção audiovisual brasileira, toda aquela produção,produzida por empresa produtora brasileira e/ou produtores brasileiros independentes. Em caso de co-produção, a empresa produtora majoritária deverá ser brasileira.

Parágrafo Primeiro: Somente serão aceitos na Competição, documentários,ficção, animação e experimental de Longa metragem e Curta Metragem captados em Digital (4k, 2K, 1K, HD, Full HD, Beta Digital, MiniDV). A Curadoria de Programação poderá convidar para acompetição, a seu critério, produções audiovisuais brasileiras não inscritas.

Art. 7º: A Mostra Competitiva do 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, será dividida em:

Longa metragem em Digital, até o limite de 06 (seis); Curta metragem Brasileiros em Digital, até o limite de 20 (vinte) para competitiva nacional e até o limite de 30 (trinta) para a zona Metropolitana; e Novas Mídias, até o limite de 30 (trinta).
Art. 8º: Serão considerados curtas metragens, produções com duração até 20 minutos. Serão considerados longas metragens, produções com duração superior a 70 minutos. Serão Considerados Novas Mídias, vídeos brasileiros captados em qualquer plataforma, com duração até 05 minutos.

Capítulo IV – Inscrições
Art. 7º: As inscrições de produções audiovisuais nas categorias Longa Metragem Digital, Curta Metragem Digital, Novas Mídias, que concorrerão à seleção do 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, serão feitas da seguinte maneira:

As fichas de inscrições deverão ser preenchidas “online” através de formulário próprio, disponibilizado no site http://www.festcinemaracanau.com
As cópias para seleção poderão ser entregues até 31 de agosto de 2015, e/
ou enviadas pelos correios até 31 de agosto de 2015.

Parágrafo Primeiro: As produções audiovisuais pelo correios deverão ser cópia fiel em DVD ou Blu Ray.

Parágrafo Segundo: Também serão aceitos obras audiovisuais postadas no youtube ou vimeo, sendspace, googledrive e etc., desde que estejam em qualidade fiel ao original e disponível para donwload. Pois, as obras serão enviadas para a comissão de seleção.

Parágrafo Terceiro: O inscrito sede todos os direitos autorais para exibição de sua obra audiovisual durante toda a programação e/ou qualquer ação de exibição do durante e pós Festival, desde que não tenham fins lucrativos.

Parágrafo Quarto: As obras audiovisuais passaram a fazer parte do acervo do Festival, podendo ser exibidos em outras programações afins, desde que não tenham fins lucrativos.

Parágrafo Quarto: No ato a inscrição o Responsável sede todos os direitos de exibição gratuita junto ao ECAD.

Art. 9º: Para a inscrição:
Ficha de inscrição assinada junto com DVD ou Blu Ray ou on line postadas no no youtube ou vimeo, sendspace, googledrive e etc.,
Seis fotos originais (em formato TIFF ou JPEG) com resolução mínima de 300 DPI, no formato 18 x 24 cm, enviadas para o seguinte email: inscricao@festcinemaracanau.com, para fins e divulgação.

Capítulo V – Dos Selecionados
Art. 10º: O 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias divulgará a lista de selecionados para suas mostras competitivas até o dia 31 de outubro de 2015.

Capítulo VI – Envio dos matérias, Produções Audiovisuais e Documentos
Art. 11º: As cópias das produções audiovisuais para a seleção, deverão ser enviados somente para o seguinte endereço: Rua João Cordeiro, 1584, Casa B, Cep. 60.110-300, Fortaleza –Ceará

Parágrafo único: Todos que utilizarem os serviços de correios para remessa das produções audiovisuais:

As cópias deverão ser enviadas com entrega domiciliar, Carta Registra, Encomenda Normal, Sedex Normal ou Sedex 10.

Capítulo VII – Das Comissões de Seleção e Premiação Comissão de Seleção:
Art. 12°: Será constituída uma curadoria para selecionar as produções audiovisuais, integrado por personalidades e profissionais do setor audiovisual.

Art. 13°: Caso haja disponibilidade de recursos, o festival poderá conceder transporte aéreo e terrestre para todos os selecionados.

Da Premiação
Art. 14º: O Júri será composto por 06 (seis) pessoas ligadas ao setor audiovisual.

Art. 15º: A decisão do júri é soberana e não submetida a recurso.

Art. 16º: Entrega de troféus e Certificação de Participação para:

Categoria Longa Metragem:

1. Melhor Produção Audiovisual
2. Melhor Diretor
3. Melhor Ator
4. Melhor Atriz
5. Melhor Roteiro
6. Melhor Fotografia
7. Melhor Trilha Sonora

Categoria Curta Metragem:

1. Melhor Produção Audiovisual
2. Melhor Diretor
3. Melhor Ator
4. Melhor Atriz
5. Melhor Roteiro
6. Melhor Fotografia
7. Melhor Trilha Sonora

Art. 17º: Premiação em dinheiro para:

1. R$ 5.000,00 (Cinco mil reais) para melhor produção audiovisual Longa Metragem (Sem Dedução de Imposto).
2. R$ 2.000,00 (Dois mil reais) para melhor produção audiovisual Curta Metragem.

Capítulo VIII – Disposições Gerais

Art. 18º: Nenhuma produção audiovisual selecionada ou convidada para o 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, poderá ser retirada da programação, não cabendo qualquer recurso e/ou pedido de indenização.

Art. 19º: A Comissão Executiva tem autonomia para prorrogar ou não o prazo de inscrição, de acordo com a necessidade do evento, assim como autorizar ou não o recebimento de produções audiovisuais até o prazo limite para constar no Catálogo do 5º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias.

FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias.
http://www.festcinemaracanau.comatendimento@festcinemaracanau.com

Juca pede pressa para ProCultura

JucaFerreira_senador Roberto Rocha

Juca Ferreira pediu a Roberto Rocha celeridade na tramitação do ProCultura (Foto: Janine Moraes)

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, pediu ao senador Roberto Rocha (PSB-MA) agilidade na tramitação do Projeto de Lei (PL) do Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura (ProCultura), que irá substituir a Lei Rouanet como mecanismo de fomento e incentivo à cultura. Juca reuniu-se com o senador, que é relator do PL, nessa quarta-feira, em Brasília.
Segundo Juca, a Rouanet transformou-se, ao longo dos anos, em um “monstrengo”, que tem sido utilizado por empresas privadas mais para favorecer as respectivas  imagens do que atender as demandas culturais da sociedade.
O senador Roberto Rocha prometeu empenho para favorecer um amplo debate da Lei do ProCultura no Senado Federal. Também mencionou que pretende promover audiências públicas em todo país, pelo menos uma em cada região, para estimular o debate em torno da nova Lei, que está sendo gestada no poder Executivo desde 2010.
Juca Ferreira ponderou ainda que, além da renúncia fiscal admitida pela Rouanet, o captador dos recursos públicos ainda escolhe como vai ser feita a fixação de sua  própria marca. Para Juca Ferreira, a Lei Rouanet é uma “injustiça federativa”, por beneficiar segmentos que não são os que mais precisam de apoio público. “Não é possível que os departamentos de marketing das grandes empresas decidam onde serão investidos os recursos para cultura”, considera.
Segundo o ministro, 80% dos projetos liberados para captação pela Comissão Nacional de Investimento Cultura (CNIC) são dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, com o agravante de estarem centralizados em poucas empresas.
Kátia Brigolini
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura